Pacientes adeptos da homeopatia também podem usar essa forma de tratamento para a psoríase. Se o paciente preferir, pode usar a homeopatia como completar ao tratamento alopático. Qualquer que seja a escolha do paciente, o tratamento deve ser conduzido sempre por um médico, seja o homeopata ou o dermatologista. Os dois profissionais também podem trabalhar juntos.

Psoríase pode ser tratada com homeopatia

A homeopatia é um método de tratamento com objetivo de equilibrar as energias do organismo. Os homeopatas costumam defini-la como um tratamento para o doente e não para a doença. Na consulta, o médico irá identificar os desequilíbrios do organismo do paciente e selecionar entre os cerca de 3 mil medicamentos homeopáticos quais são os ideais para cada caso.

No caso da psoríase, o homeopata vai buscar equilibrar as energias que causam o aparecimento das lesões da pele. É uma doença que não tem cura, portanto os remédios da homeopatia não terão o poder de curá-la. Mas o tratamento homeopático poderá controlar os sintomas para que o paciente sinta conforto e tenha qualidade de vida.

Leia também: 5 óleos naturais que ajudam a controlar sintomas da psoríase

A vantagem da homeopatia é que é um tratamento natural. Os medicamentos são feitos a partir de plantas e minerais, mas usados em quantidades pequenas. Eles são diluídas em água ou álcool, para não fazerem mal ao paciente.

A desvantagem é que na homeopatia não existe um medicamento indicado para cada doença e sim para o paciente. Portanto, o paciente pode ter que passar por uma fase de adaptação aos medicamentos até o homeopata encontrar o tratamento ideal e a dosagem certa.

A psoríase é uma doença que se manifesta na pele, mas é desencadeada pelo sistema imunológico. Quando ocorre um desequilíbrio emocional, uma mudança de ambiental ou um desequilíbrio no organismo, como uma infecção, o sistema de defesa do organismo provoca uma reprodução acelerada das células da pele que causam as lesões. A homeopatia vai tratar esses desequilíbrios, em vez de tratar as lesões. É um método para atacar a causa da doença e não os seus sintomas.