Dia 29 de outubro é Dia Mundial da Psoríase e, apesar dos avanços nos tratamentos, os pacientes ainda sofrem com o preconceito gerado pela desinformação.

Dia 29 de outubro é o Dia Mundial da Psoríase e, apesar dos avanços constantes que a medicina tem feito para descobrir novas técnicas e medicamentos para tratar a doença, os pacientes ainda sofrem com a desinformação, o preconceito e a baixa autoestima.

Sendo assim, é importante que utilizemos essa data para fomentar um debate construtivo sobre como melhorar a qualidade de vida das pessoas com psoríase, além de disseminar informação de qualidade sobre a doença, com o objetivo de combater o preconceito.

No mundo, 125 milhões de pessoas têm psoríase, uma doença autoimune, não contagiosa, hereditária e crônica, que tem como principal sintoma o aparecimento de lesões avermelhadas na pele, em especial em áreas ressecadas, como joelhos, cotovelos e couro cabeludo. Muito mais do que uma simples doença dermatológica, o paciente com psoríase pode apresentar outros problemas físicos e psicológicos sérios como obesidade, artrite, hipertensão e depressão.  

Apesar do grande número de pessoas que convivem com a doença, em 2014, em uma resolução da Assembleia Mundial da Saúde, os Estados Membros da OMS destacaram que muitas pessoas sofrem desnecessariamente seus efeitos, devido ao diagnóstico tardio ou incorreto, opções inadequadas de tratamento, dificuldade de acesso a cuidados com a saúde e estigma social.  

Por conta disso, aos primeiros sinais de seu aparecimento, é fundamental procurar o dermatologista, pois quanto mais cedo for realizado o diagnóstico e iniciado o tratamento adequado, menores as chances de que o quadro se agrave.

Além disso, é importante que o paciente com psoríase repense seu estilo de vida e adquira hábitos que possam auxiliar a conter crises. Hidratar bem a pele com emolientes ou pomadas prescritas pelo dermatologista, usar roupas leves e de algodão, manter uma alimentação saudável, não fumar e evitar a ingestão de bebidas alcoólicas, além de se expor moderadamente ao sol todos os dias, são maneiras de controlar a doença.

Apesar de hoje ser o Dia Mundial da Psoríase, o diálogo sobre a doença e a qualidade de vida de seus pacientes não pode ficar restrito ao 29 de outubro. Todo o dia é dia de falar sobre ela e de buscar formas de auxiliar os pacientes a terem uma vida mais plena. Faça parte você também dessa corrente! Divulgue esse texto entre seus familiares e amigos, e estimule o debate sobre a doença.