O-que-fazer-quando-a-psoríase-atinge-os-pésA psoríase é uma doença que pode atingir várias partes do corpo e se caracteriza, na maioria dos casos, pelo aparecimento de lesões que normalmente são acompanhadas de coceiras e descamação. Embora se saiba que o problema tem origem no mal funcionamento do sistema imunológico, ainda não se conhece uma cura para a doença. Existem, porém, diversos cuidados que podem ser tomados para aliviar seus sintomas.

Existem vários tipos diferentes de psoríase, sendo que dois deles costumam afetar principalmente os pés e as mãos. Uma é a psoríase palmo-plantar, um distúrbio que pode levar ao aparecimento de lesões ou fissuras nas mãos ou nos pés, sendo possível também verificar o engrossamento da pele nessas regiões. O inconveniente causado por esse tipo de psoríase pode levar a dificuldades para o paciente caminhar.

Outro tipo, embora um pouco menos comum, é a psoríase artropática. Nesse caso, a psoríase acaba afetando as articulações, e ela pode se manifestar por uma certa rigidez ou dificuldade de movimentação nos dedos das mãos, pés e joelhos, além de alteração nas unhas ou dor nas plantas dos pés.

O tratamento para esses tipos de psoríase, que pode incluir desde o uso de cremes e pomadas até a adoção de outros medicamentos, deve ser prescrito por um dermatologista. O importante é que o auxílio médico seja procurado assim que as primeiras suspeitas forem encontradas, porque casos mais simples de psoríase podem se desenvolver que se chegue aos tipos descritos acima.

Um sinal que pode ajudar no diagnóstico da psoríase é a existência de casos da doença na família. Hoje se sabe que existe um traço genético que pode estar relacionado à psoríase, por isso estar atento ao histórico familiar pode ser um importante primeiro passo no diagnóstico da doença – e quanto antes esse diagnóstico for feito, mais eficazes serão os tratamentos destinados a suavizar seus sintomas, ajudando a manter o nível de qualidade de vida do paciente.