Existem diversos tipos de psoríase, que se diferenciam pelas características das placas que surgem na pele e pelos locais do corpo em que se manifestam. A psoríase ungueal é aquela que afeta os dedos dos pés e das mãos, além das unhas.

o-que-e-psoriase-ungueal

Os sintomas mais comuns da psoríase ungueal são placas avermelhadas nas mão e nos pés. A pele pode descamar nessas áreas do corpo, e em volta das unhas. As unhas também ficam mais grossas, a camada superior delas pode esfarelar e, com frequência, podem descolar da carne.

O paciente que apresentar esses sintomas deve procurar imediatamente um dermatologista para verificar se o diagnóstico é realmente de psoríase ungueal. Em caso positivo, o médico irá indicar o tratamento para psoríase adequado para cada caso.

Os tratamentos variam de acordo com o tipo de psoríase apresentada pelo paciente e o grau de gravidade dos sintomas. Para os tipos mais leves, os médicos costumam recomendar tratamentos tópicos, com pomadas ou xampus, além de hidratação da pele e exposição moderada ao sol. Nos casos mais graves, é preciso tomar medicamentos via oral ou injetáveis. Mas é importante que o paciente não busque a automedicação, pois pode agravar o quadro da doença.

Em todos os casos, os pacientes diagnosticados com psoríase devem procurar levar uma vida saudável e livre de estresse. A qualidade de vida e a autoestima do paciente podem ser afetados pela doença, principalmente pelo aspecto físico dos sintomas. É importante, no entanto, não se deixar abater. O estresse agrava ainda mais as placas e os demais sintomas. Por isso, converse com parentes e amigos e explique que a psoríase não é contagiosa e não há motivo para evitar o convívio social. E o mais importante: peça ajuda caso esteja com a autoestima abalada e até deprimido. Existem profissionais capacitados que poderão ajudar.