O Blog Bem-Estar elaborou uma lista de fatos e informações sobre a psoríase para esclarecer as dúvidas de pacientes, familiares e amigos.

10 fatos que você precisa saber sobre a psoríase

1. Psoríase não tem cura, mas tem tratamento

Não existe uma cura permanente, mas diversos tratamentos têm eficácia cientificamente comprovada em manter os sintomas sob controle, reduzindo e até eliminando as inflamações e escamas na pele.

 

2. Não é contagiosa

Existem diversas formas de psoríase e nenhuma delas é contagiosa, por isso não existe nenhum motivo para evitar contato com outras pessoas. Seja psoríase no couro cabeludo, nas unhas, nos cotovelos ou no rosto, o paciente pode e deve manter contato físico e pode compartilhar toalhas, talheres ou qualquer objeto.

 

3. Sol é o seu maior aliado

Os raios UV do sol são a melhor terapia para reduzir as inflamações. É preciso ter cuidado com o tempo e o horário de exposição ao sol. O ideal são 15 minutos antes das 10h ou depois das 16h. Fora desse intervalo, use bastante protetor solar.

Saiba mais sobre esse aliado: Sol: amigo ou inimigo de quem tem psoríase?

 

4. Estresse é o seu pior inimigo

O fator emocional tem grande influência no equilíbrio do sistema de defesa do organismo. O estresse pode deflagrar sérias crises de psoríase. Procure manter a mente saudável.

 

5. Boa alimentação e hábitos saudáveis

Está comprovado que alimentos gordurosos, cigarros e álcool em excesso deixam o organismo mais vulnerável e ajudam a desencadear crises de psoríase. Tenha uma alimentação balanceada, leve e com bons nutrientes. Uma dica é consumir todos os dias 5 porções de frutas, legumes e verduras de cores variadas.

Leia mais sobre alimentação: Vitaminas que ajudam a controlar sintomas da psoríase

 

6. Psoríase não é uma doença de pele

A psoríase é uma doença autoimune. O sistema de defesa do organismo passa por um desequlíbrio que causa a multiplicação acelerada das células da pele. O resultado são as escamas brancas e placas avermelhadas que surgem com um inflamação. Os sintomas da psoríase também podem se manifestar nas juntas e articulações, a chamada artrite psoriática.

 

7. Pacientes precisam de ajuda

Muitos pacientes sentem vergonha do aspecto causado pelas inflamações da psoríase e se afastam do convívio social. Nesses casos, é importante pedir ajuda profissional. Um psocólogo e um psiquiatra podem ajudar o paciente a conviver com a doença, mantendo a qualidade de vida. Os parentes e amigos dos pacientes devem ficar atentos aos sinais de depressão.

 

8. Ainda existe preconceito

Infelizmente o aspecto da psoríase na pele pode despertar preconceito em algumas pessoas. Alguns não entendem a doença, outros têm medo de contágio. Disseminar informações corretas ajuda a combater o preconceito. Amigos e parentes dos pacientes também devem abraçar essa causa.

 

9. Outras doenças podem surgir

Os pacientes diagnosticados com psoríase estão mais propensos a ter outras doenças, como problemas cardíacos. É importante fazer check-ups regularmente e manter os hábitos saudáveis.

 

10. Você não está sozinho

Cerca de 125 milhões de pessoas em todo o mundo convivem psoríase, em igual proporção entre homens e mulheres. Se você foi diagnosticado recentemente, busque um grupo de discussão ou de apoio. Você poderá trocar experiências e descobrir como outros pacientes procuram ter mais qualidade de vida.